Aluno mata professor com dois tiros dentro de escola. Apenas fatalidade?

Presidente semeia ódio na população

Categoria: Educação | Segundo matéria em site do UOL, um professor foi morto ontem (30) após levar dois tiros de um estudante de 17 anos dentro de uma escola em Valparaíso de Goiás, a 35 km de Brasília. A vítima é Júlio César Barroso de Sousa, 41, que também atuava como coordenador de turno do colégio."

Discussão rotineira 

O crime foi motivado por uma discussão pela manhã entre o professor e o aluno, algo rotineiro em qualquer escola. Porém, neste caso, o garoto se afetou e voltou à tarde para disparar contra o docente na sala dos professores. Experiência muito chocante, para quem presenciou.

Apenas fatalidade?

O crime ocorreu numa conjuntura em que o presidente da república — Jair Bolsonaro, e seu ministro da Educação — Abraham Weintraub, massificam uma política de ódio contra os professores de todo o país. 

Bolsonaro — além de apologista do uso em massa de armas de fogo pela população — defende com o ministro Weintraub que alunos filmem de forma ilegal professores em sala de aula com o fito de desmoralizá-los perante a opinião pública..

O assassinato do professor de  Valparaíso de Goiás, portanto, não pode ser visto como uma mera fatalidade. O fato de que o crime tenha sido cometido por um estudante armado com um revólver indica que pode ter sido influenciado pelo sentimento de ódio estimulado pelo atual governo. Espera-se que mais tragédias como essa não aconteçam. 

Curta nossa página e receba atualizações!

+ recentes sobre educação