Bolsonaro libera armas de forma ilegal e a vítima pode ser você! Veja...

Bolsonaro, fã do armamentismo. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil .
Bolsonaro, fã do armamentismo. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil .

Perigo de morrer inocentes crescerá

Categoria: Política | O presidente Jair Bolsonaro passou por cima da lei e liberou hoje (8) por decreto o porte de armas para pelo menos 20 categorias, como políticos, oficiais de justiça e jornalistas, dentre vários outros. Quem lucra? Os fabricantes de armas, claro. Quem pode ser a vítima? Você?

Especialista explica

Crítico do armamentismo pregado por Bolsonaro, Jetan Pinheirodelegado da Polícia Civil do Estado do Piauí — diz que "a cada ponto porcentual de aumento da quantidade de armas em circulação nas ruas há um crescimento de 2% nas taxas de homicídios." Pinheiro tem mais de 20 anos de experiência em segurança pública. Continua, após o anúncio.

Delegado Jetan
Delegado Jetan

Ele diz também: "Outro aspecto importante que se deve levantar é que a maior disponibilidade de armas, como quer o atual governo, faz diminuir seu preço no mercado ilegal, permitindo que o criminoso desorganizado tenha mais acesso às armas."

E continua: "A chance de um indivíduo ser morto durante um assalto é 56% maior se ele estiver armado no momento da abordagem, segundo o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais, pois a maioria não tem preparo e treinamento adequado para o uso de arma de fogo."

Além disso, observa também o especialista, "é relevante observar que, segundo diversos estudos internacionais, a probabilidade de ocorrer um homicídio em casa que têm armas de fogo é até 5 vezes maior."

Por fim, o delegado Jetan Pinheiro pondera que "nos EUA, onde a venda de armas é liberada, a taxa de assassinatos por armas de fogo é 25 vezes maior do que a de outros países desenvolvidos. Lá, entre 2014 e 2015, houve 2.715 mortes de crianças por armas de fogo."

Portanto, muito cuidado daqui para a frente. Já pensou ir comer uma pizza no final de semana com a família e se deparar com um tiroteio dentro do estabelecimento?

Com informações de Dever de Classe

Curta nossa página!

+ recentes sobre política: