Canais de denúncias contra professores podem estimular "vinganças" de alunos!

Canais de denúncias contra professores serão criados dentro dos ministérios dirigidos por Abraham Weintraub e Damares Alves. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Canais de denúncias contra professores serão criados dentro dos ministérios dirigidos por Abraham Weintraub e Damares Alves. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Educação | Projeto do governo Bolsonaro pode acirrar de forma negativa o natural clima de conflito que existe na sala de aula.

COMPARTILHE!

BlOG DO POVO / O projeto do governo Bolsonaro que prevê a criação de canais no MEC e no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos para que os alunos e seus familiares possam denunciar professores pode se tornar uma seríssima dor de cabeça a mais para os docentes. Além de ficarem vulneráveis a sanções por conta de eventuais divergências ideológicas com o governo, mestres poderão ficar expostos também a um denuncismo de caráter meramente vingativo por parte dos alunos. Continua, após os alunos

Vinganças

Quem conhece o dia a dia de uma sala de aula sabe que é bem difícil evitar um clima de quase permanente conflito entre professores e alunos. Isto assume proporções maiores em escolas públicas com turmas numerosas e sem qualquer conforto, ambiente propício para a proliferação de estresse.

Nesse tipo de situação, é normal o 'desentendimento' entre educadores e estudantes, ocorrido na ampla maioria das vezes pela 'indisciplina' dos alunos. Isto faz com que muitos discentes adquiram antipatia por alguns de seus mestres e, por conta disso, cheguem até mesmo a agredi-los moral e fisicamente. Exemplos estão registrados na mídia de todo o País, como este, por exemplo: Aluno mata professor com dois tiros dentro de escola. Apenas fatalidade? Continua, após o anúncio.

Vingança

Muitos alunos podem aproveitar os canais de denúncias que o governo pretende criar para inventar notícias de que o professor A ou B estaria infringindo as normas que passarão a ser adotadas em sala de aula. isto pode ser motivado após uma discussão por causa de indisciplina ou mesmo porque um estudante não gostou de uma nota dada em uma prova.

Depoimentos

É raro encontrar um professor que ainda não tenha sofrido algum tipo de represália por parte dos alunos. A pernambucana Sara Mendes conta que já foi xingada e recebeu ameaças até de espancamento por conta de uma nota que o aluno não gostou. "Ele ficou furioso e me fez ameaças. Imagine o que não ocorreria se esses canais que o governo quer criar já existissem", afirmou. Continua, após o anúncio.

Por sua vez, o professor piauiense Carlos Evangelista disse que já teve seu carro riscado várias vezes dentro das dependências da escola. "Muitos alunos não gostam de reclamação e se vingam nos pertences da gente. Isto quando não querem nos bater. Com esse canais a coisa pode piorar", disse.

Os ventos, portanto, não são animadores para os docentes. Essa ideia de canais de denúncias veio para jogar gasolina num fogo que já é bem alto.

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre Educação:

Mais recentes do site: