Choro | Prejudicada pela reforma, professora se diz arrependida por ter votado no capitão! Veja...

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

"Nunca esperei que ele fosse nos perseguir"

Categoria: Educação | Muitos professores estão arrependidos por terem votado em Jair Bolsonaro. E com razão. A reforma da Previdência patrocinada pelo capitão traz sérios prejuízos aos mestres. Além da idade mínima de 60 anos para homens e mulheres, educadores terão que contribuir por no mínimo 40 anos para ter direito a benefício integral.

No caso das docentes, aumento do tempo mínimo de contribuição é de 10 anos. Na prática, é o fim da aposentadoria especial a que a categoria pelas regras atuais hoje tem direito. Bolsonaro e sua equipe econômica atuam como carrascos do magistério. Após o anúncio, veja arrependimento de professora.

Arrependimento

Os professores que votaram em Bolsonaro na esperança de melhorias para o setor quebraram a cara. É o caso da docente carioca Carmelita F Silva, que hoje se diz arrependida:

"Nunca esperei que Bolsonaro fosse nos perseguir. Infelizmente, ele não é nada daquilo que eu pensava."

Não adianta chorar. O remédio agora é ir à luta para derrubar essa reforma da Previdência e todas as demais medidas de arrocho contra os trabalhadores. Dia 14 tem Greve Geral. Dona Carmelita deve ir às ruas.

Mais recentes: