Servidores | Folha lança longa matéria contra salários do funcionalismo público de todo o País! Veja...

A Folha trata os servidores públicos da União, estados e municípios como se todos ganhassem altos salários, o que não é verdadeiro.

Categoria: ECONOMIA | A Folha de S.Paulo lançou hoje (21) uma longa matéria onde ataca de forma virulenta os salários dos servidores públicos de todo o País. O texto — que também lança torpedo contra a estabilidade do funcionalismo — é uma manipulação grosseira da realidade do serviço público brasileiro, tal como veremos a seguir.

Em primeiro lugar, a Folha trata os servidores públicos da União, estados e municípios como se todos ganhassem altos salários, o que não é verdadeiro. Apenas uma pequena parcela do Executivo, Judiciário e Legislativo recebem gordos vencimentos. A Folha ignora de propósito esse detalhe.

Publicidade

Manipulação

Logo no segundo parágrafo de sua matéria, a Folha diz:

"De acordo com dados apurados pelo Tesouro Nacional, os gastos com os funcionários ativos de União, estados e municípios aumentaram do equivalente a 12,3% do PIB (Produto Interno Bruto), em 2014, para 13,6%, ou R$ 927,8 bilhões, no ano passado." Continua, após o anúncio.

O jornalão esquece propositalmente de destacar em relação aos dados acima é que se houve de fato esse aumento é porque juízes, procuradores, ministros do STF e demais do alto escalão dos três poderes sempre têm reajustes de salários e regalias acima da inflação, o que não ocorre com o funcionalismo médio ou das camadas mais baixas. Basta ver que o piso nacional dos professores em 2019 é de apenas R$ 2.455,35, enquanto remuneração de juízes, por exemplo, passam de R$ 100 mil. 

Comissionados

Outro fator relevante que a matéria da Folha não destaca é que nos gastos com o funcionalismo estão as despesas com comissionados, ou seja, com aqueles servidores que são de livre nomeação de políticos ou das cúpulas dos poderes. Quanto esse pessoal representa em gastos em relação ao conjunto do funcionalismo e em relação ao PIB nacional? A Folha não diz. Continua, após o anúncio.

Setor privado

Por fim, a Folha tenta passar a ideia de que todos os servidores são privilegiados com base no que ganha a maioria dos trabalhadores da iniciativa privada. De fato, a maioria dos trabalhadores do setor privado ganha um salário mínimo ou bem pouco acima disso. Mas isto não é culpa do funcionalismo público de baixa renda também. Isto é culpa do empresariado, que trata como semi escravo quem produz as riquezas do país.

Mais recentes: