Novo | Primeiro áudio do Intercept confirma caça a Lula e pode levar Deltan ao olho da rua! Veja...

Deltan Dallagnol é flagrado novamente em ilícitos. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.
Deltan Dallagnol é flagrado novamente em ilícitos. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

Dallagnol cometeu infração grave ao usar sua função de servidor público no MP para atingir objetivos políticos partidários pessoais

CategoriaMOROGATE | Deltan Dallagnol — chefe da Lava Jato — foi pego novamente em ilícitos. Desta vez não são mensagens que ele, desesperado, disse não reconhecer autoria. Agora o The Intercept Brasil divulgou um áudio onde o procurador comemora com seus colegas o cancelamento de uma entrevista que Lula daria à Folha. Gravíssimo

Essa nova e contundente prova contra Deltan expõe de forma inconteste a caça a Lula que ele, Moro e procuradores da Lava Jato impetraram de forma dura contra o ex-presidente. E mostra também que o chefe da Lava Jato pode ir para o olho da rua por se desviar de suas funções de procuradorContinua, após o anúncio.

Publicidade

Caso de demissão

Segundo o Dr Carlos G Martins, jurista com mais de 25 anos de experiência, o áudio onde Deltan Dallagnol comemora com seus colegas procuradores o cancelamento de uma entrevista que Lula daria à Folha de S.Paulo mostra que o procurador se desviou de forma grave de suas funções no Ministério Público e na Lava jato. Diz o jurista: Ver após o anúncio.

"Ele Deltan é um servidor público, pago com o dinheiro público para operar como acusador em casos diversos. Quem ele acusou, no caso o ex-presidente Lula, já estava preso. Ao comemorar nova derrota do ex-presidente, que nada tinha a ver com o processo em si, ele deu todos os sinais de que atuou na acusação com o fito de perseguir Lula como adversário político e não como alguém que por ventura tenha cometido algum crime. Isto é desvio de conduta, uso do poder público para fins políticos partidários pessoais. Deltan pode pegar punição até de demissão, levando-se em conta também que há outros indícios de ilícitos contra ele nesse processo do ex-presidente." Ouça o vídeo, após o anúncio.

Mais recentes: