48 países | Nova pesquisa da OCDE mostra que os professores brasileiros têm os piores salários! Veja...

Ganhos em torno de US$ 1.164 por mês. Menor poder de compra. 

Categoria: Educação | Segundo a pesquisa TALIS, da OCDE, os professores brasileiros são os que recebem os piores salários. Isto em um universo de 48 países avaliados. Levantamento foi divulgado ontem, 19.

Sem carreira

Além dos péssimos salários, pesquisa também mostrou que os nossos docentes não têm uma carreira que possa diferenciar do ponto de vista dos ganhos quem está no começo, meio ou próximo de se aposentar. Isto não existe nos outros países avaliados, com exceção da Estônia e Letônia. Continua, após o anúncio.

Metodologia

Os educadores das 48 nações pesquisadas tiveram seus salários convertidos para dólares. Em seguida, a OCDE fez o cálculo do poder de compra de cada profissional em seu país.

Poder de compra

Esse cálculo mostra que os professores brasileiros recebem um salário equivalente a US$ 13.971 ao ano — em torno de US$ 1.164 por mês. É o menor poder de compra entre os países avaliados. "A Dinamarca é o local com os melhores salários: US$ 42.841 anuais — o que equivale a US$ 3.570 por mês — podendo chegar a até US$ 55.675 ao longo da carreira."

Mais recentes: