"Militares são treinados é pra guerra! INSS precisa é de concurso", diz idosa na fila!

Economia | Dona Francisca Nascimento alega que está há mais de quatro meses tentando resolver um problema seu e outro de uma sobrinha.

Foto: Agência Brasil.
Foto: Agência Brasil.

BLOG DO POVO | A ideia do governo Bolsonaro de deslocar militares para tentar diminuir caos no INSS desagradou a gregos e até a troianos. Concurseiros eleitores do capitão estão revoltados, gente na fila acha que não vai funcionar e até militares de alta patente desaprovam a medida.

O BLOG DO POVO conversou rapidamente com Dona Francisca Nascimento, 61 anos, na saída de um posto do INSS em Teresina. Ela disparou, sobre o tema: 

"Militares são treinados é pra guerra! INSS precisa é de concurso público. É pouco servidor pra atender tanta gente. Bolsonaro têm de parar de sacanear com o povo."

Dona Francisca diz que está há mais de quatro meses na fila tentando resolver um problema seu e outro de uma sobrinha. Ela afirmou ainda que uma neta está em um preparatório para o concurso do INSS, mas agora acha que a "bichinha", como chamou, vai sair.. Continua, após o anúncio.

Leia também:

Alta patente também desaprova

Segundo matéria do Estadão (15), militares de alta patente também não estão satisfeitos com a medida proposta por Bolsonaro. Trecho da postagem diz: "Um dos oficiais, que pediu para não ser identificado, sugeriu que o governo poderia aproveitar pessoal de estatais que estão sendo privatizadas ou em processo de venda para fazer o trabalho para o INSS."

Outro comandante foi irônico e falou, segundo também o Estadão: "É o Posto Ipiranga".

A referência é a Paulo Guedes, autor da ideia de chamar militares para o INSS.

Graninha extra

Segundo o site Poder 360, a convocação dos militares para o INSS sairá ao preço de  R$ 14,5 milhões por mês. Se for dividido de forma igual, cada soldado receberá uma graninha extra de R$ 2.071 mensais. 

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre notícias gerais:

Mais recentes do site: