38% | Rejeição a Bolsonaro sobe e vai a patamar bastante perigoso, diz analista! Veja...

Nem a direita quer Bolsonaro até o fim do mandato. Sua popularidade está em queda desde que entrou.
Nem a direita quer Bolsonaro até o fim do mandato. Sua popularidade está em queda desde que entrou.

Se rejeição chegar a 45%, será muito difícil o capitão se segurar.

Categoria: POLÍTICA | Nova pesquisa divulgada ontem (9) pela XP Investimentos mostra que a rejeição a Bolsonaro cresce e vai a 38%. Ou seja, quase 40% consideram o governo do capitão como ruim e péssimoXP diz também que "62% dos entrevistados ouvidos na sondagem são contra a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como embaixador do Brasil nos Estados Unidos." Vote na enquete ao final da matéria.

Ainda de acordo com a pesquisa XP, 55% dos entrevistados consideraram "inadequadas" as declarações do presidente. Desse percentual, 44% entendem que esses comentários "atrapalham muito" a administração do país.

45%: o perigo

Essa rejeição está se aproximando de um patamar bastante perigoso para Jair Bolsonaro, diz o sociólogo paulista Fernando Teixeira. O analista pondera que se a impopularidade crescer mais e chegar a 45%, ficará muito difícil para o capitão se segurar no cargo. Continua, após o anúncio.

"O presidente precisa urgentemente tomar medidas que ajudem a melhorar sua popularidade. Se sua rejeição chegar a 45%, é bem provável que se abra no meio político a possibilidade até de impeachment para o Jair. E o pior para ele é que não vejo como será possível melhorar a economia se o governo só toma medidas recessivas, como a reforma da Previdência, que tira é mais dinheiro de circulação. Por outro lado, não há sinais também de que Bolsonaro deixará de dar declarações tresloucadas pela mídia, como essa de cocô dia sim, dia não. A coisa está difícil para ele e ele parece que gosta de brincar com fogo", conclui o analista. Após o anúncio, dê também sua opinião na enquete.

Vote!

Mais recentes: