Absurdo | Exército é acusado por fiscais do Ibama de ajudar garimpos ilegais! Veja...

Política | Proteção dada pelos militares teria sido para evitar destruição de equipamentos de infratores. 

COMPARTILHE!

Augusto Heleno, general de reserva do Exército Brasileiro e atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.
Augusto Heleno, general de reserva do Exército Brasileiro e atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

Segundo matéria de ontem (29) do Globo, "um documento do Ibama afirma que os comandos militares envolvidos na missão de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental decretada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) se recusaram, por três vezes, a dar suporte a operações de combate a garimpeiros ilegais. A alegação [absurda] dada foi que as ações poderiam resultar na destruição de equipamentos dos infratores." Continua, após o anúncio.

Três vezes

Diz ainda O Globo:

"O documento é um ofício encaminhado no dia 23 de setembro pela coordenação de operações de fiscalização à coordenação-geral de fiscalização do Ibama, diretamente ligada ao presidente do Ibama, Eduardo Fortunato Bim. No documento, o órgão relata que, por três vezes, os comandos militares que atuam na GLO na Amazônia negaram apoio às ações de combate a garimpos ilegais na região."

Um verdadeiro absurdo essa omissão do Exército Brasileiro. Os destruidores do meio ambiente agradecem a ajuda.

Mais recentes sobre política:

Mais recentes do site: