Superfaturado? | Câmara se nega a explicar os R$ 157 mil usados para arrumar os dentes do dep Feliciano! Veja...

Pastor bolsonarista ri da cara do povo. Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados.
Pastor bolsonarista ri da cara do povo. Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados.

E os bolsominions banguelas, como é que ficam? .

Categoria: POLÍTICA | Segundo matéria do último dia 3, o jornal O Estado de São Paulo afirma que desde junho solicitou à Câmara — via Lei de Acesso à Informação — detalhes dos R$ 157 mil sacados dos cofres públicos para arrumar os dentes do deputado Pastor Marco Feliciano, do Podemos de São Paulo. O Estadão diz que todas as solicitações foram negadas pela "Casa do Povo". Feliciano é um dos maiores bolsonaristas do país. Continua, após o anúncio.

Super faturado?

A recusa por parte da Câmara em explicar com detalhes o absurdo gasto com os dentes de um único parlamentar pode indicar que houve super faturamento na transação. Sobre isso, segundo também a mesma matéria do Estadão:

"O Estado consultou dois especialistas nesse tipo de procedimento, e eles afirmaram que o valor reembolsado pela Câmara é alto, uma vez que esse tipo de patologia não necessita de intervenção cirúrgica." Continua, após o anúncio.

"Justificativas"

Para tentar justificar o gasto de R$ 157 mil com dentista, "o parlamentar argumentou que precisava corrigir um problema de articulação na mandíbula e reconstruir o sorriso com coroas e implantes na boca." Na verdade, ele ri da cara do povo.

"Não há crime"

Feliciano diz mais, segundo ainda o Estadão:

"É um tratamento caro, mas foi para saúde, e não para estética. Foi para poder trabalhar. Como sou empregado, e onde trabalho há esta alternativa, eu precisava do tratamento", afirmou. "Não há crime."

E os bolsominions banguelas, como é que ficam?

Mais recentes: