"Caminho para o inferno" | Governo anuncia pacotaço que arrasa maioria dos brasileiros! Veja...

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil  Legenda: Gazeta do Povão.
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Legenda: Gazeta do Povão.

Categoria: Economia | O governo Bolsonaro anunciou ontem (9) no jornal Valor Econômico um pacotaço de medidas que, se posto em prática, arrasará a maioria dos brasileiros. O plano foi batizado de "Caminho para a prosperidade". Na prática, no entanto, é o "caminho para levar o país ao inferno. Só os muito ricos — parcela ínfima da população — é que ganharão com tal projeto.

Pilares

Segundo o ministro da Economia Paulo Guedes, o pacotaço tem os seguintes pilares:

    • Privatizar todas as estatais
    • Acabar todas as deduções do Imposto de Renda
    • Acabar as verbas constitucionais da Saúde e Educação
    • Demitir servidores públicos e reduzir salários do funcionalismo
    • Recriar a CPMF e acabar com os fundos setoriais
    • Criar imposto de renda para quem ganha a partir de um salário mínimo. Continua, após o anúncio.

Desindexar

Na entrevista, Guedes afirma também "que, depois da Reforma da Previdência, o eixo central de sua próxima investida será "desindexar, desvincular e desobrigar" todas as despesas públicas em todos os níveis de governo — federal, estadual e municipal."

"Tal medida significa por fim, por exemplo, à regra constitucional que obriga os governos a investirem uma porcentagem orçamentária em saúde e educação. Na saúde, essa obrigatoriedade é de 13,2% do orçamento federal, 12% do estadual e 15% do municipal. Na educação, é de 18%, 25% e 25%, respectivamente." Continua, após o anúncio.

Imposto de renda

Em relação ao Imposto de Renda, "para os que ganham mais o governo propõe redução de alíquota (de 27% para 25%), enquanto acaba com todas as possibilidades de dedução com despesas — como saúde, educação e outros — e estabelece contribuição obrigatória para quem ganha a partir de um salário mínimo. Hoje, são isentos todos os que ganham até dois salários mínimos."

"O conjunto de medidas anunciadas na entrevista, segundo Guedes, obedece a um plano elaborado no Palácio do Planalto, com anuência do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e já batizado de 'Caminho para a Prosperidade'".

Com informações de: Brasil de Fato

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre economia:

Mais recentes do site: