Reforma | Ninguém aguentará 40 anos de sala de aula, dizem professores! Veja...

Docentes têm atividades muito desgastantes no dia a dia da sala de aula. Aumento do tempo de serviço vai aumentar o número de professores doentes em todo o país

Categoria: EDUCAÇÃO | Magistério está revoltado com a reforma da Previdência imposta por Bolsonaro. Pelo que foi aprovado na Comissão Especial da Câmara, docentes só terão direito a benefício integral após 40 anos de contribuição e de sala de aula. Ninguém aguentará, dizem os educadores. (Ver depoimentos mais abaixo).

Quem quiser ir para casa mais cedo perde parte do salário, com percentuais que podem chegar a 40% de prejuízos. Quem alcançar, por exemplo, 30 anos de labuta e contribuição, leva só 80% da remuneração. Para alcançar os 100% do benefício, só mesmo após 40 anos dando aulas dia e noite. Continua, após anúncio.

Publicidade

Mais doenças 

 A elevação do tempo em sala de aula trará mais doenças aos professores, por razões óbvias. Como todos sabem, os educadores ganham salários muitos baixos, o que os obrigará a tentar cumprir os 40 anos que o governo Bolsonaro quer impor e já fez aprovar na Comissão Especial da Câmara

Com isso, ficarão mais expostos a doenças nas cordas vocais, coluna e distúrbios psicológicos de toda ordem, provocados pelo alto estresse da sala de aula. Na prática, isso também acarretará aumento de pedidos de licenças médicas e até de abandono de carreira. Um prejuízo à Nação. 

Após o anúncio, depoimentos de educadores colhidos nas redes sociais após aprovação do texto-base da reforma na Câmara dos Deputados Continua, após o anúncio.

Depoimentos

"Esse governo Bolsonaro escroque, junto com um bando de deputados vendidos, principalmente do PSL, pensam que somos de ferro. Deveriam logo pegar um revólver e nos matar." (Cíntia Mendes, Brasília).

"Bolsonaro nunca me enganou. Sempre alertei que ele viria para massacrar ainda mais nossa categoria. Infelizmente, muitos colegas votaram nesse canalha." (Paulo Falcão, Curitiba). Continua, após o anúncio.

"É difícil de acreditar que o Bolsonaro quer botar a gente 40 anos na sala de aula. E o pior é que fiz campanha de graça pra esse desgraçado." (Cármem Lopes, Fortaleza).

"Um absurdo o Bolsonaro querer que a gente fique 40 anos na sala de aula para ter direito a aposentadoria integral. Quando a gente tá com dez anos de trabalho, os danos já começam a aparecer." (Valéria Costa, Florianópolis).

Fora

Apenas os professores das redes públicas que entraram ANTES de 2003 estão fora dessa regra dos 40 anos de sala de aula.

Mais recentes: