Incêndio | Crivella tenta blindar donos de hospital em tragédia que já tem mais de 10 mortos! Veja...

Marcelo Crivella, prefeito do Rio. Foto: Tânia RêgoAgência Brasil.
Marcelo Crivella, prefeito do Rio. Foto: Tânia RêgoAgência Brasil.

Categoria: Política | Um incêndio no Hospital Badim, no Maracanã (Rio), deixou até agora ao menos 11 mortos, segundo matéria de hoje (13) do Globo. O Badim é particular e integra a  Rede D'Or São Luiz, uma das maiores do país. As autoridades do Corpo de Bombeiros e das polícias ainda não deram qualquer parecer conclusivo quanto às causas do trágico acidente. Mas o prefeito Marcelo Crivella tenta por antecipação isentar de culpa os donos do hospital. Continua, após o anúncio.

Blindar por antecipação os donos

Na tentativa de proteger por antecipação os donos do hospital onde ocorreu o trágico acidente, Marcelo Crivella insinuou que pode ter havido uma "sabotagem" de pessoas. E declarou, também no Globo:

— O laudo vai dizer se houve ou não algum responsável. Mas, desgraçadamente, acidentes ocorrem em qualquer lugar. O prédio tinha todos os equipamentos. Na hora que eu vi todas as instalações, peço a Deus que esteja errado, mas é preciso ver se não houve sabotagens, é uma coisa que precisa ser investigada. Um motor que gera energia pegar fogo? O fogo vem da imprudência das pessoas, que acendem a chama em local que após não conseguem controlar, ou de algum circuito elétrico - questiona Crivella, que não crê em falta de manutenção, destacando a presença de brigada contra incêndio: — Os homens da própria unidade que retiraram os primeiros pacientes aqui de dentro do hospital."

Antes que saia um laudo conclusivo sobre quem de fato é culpado, ninguém pode ser responsabilizado por antecipação pela tragédia. Mas também não é prudente proteger de forma incauta os donos do hospital, sob a alegação de que o mesmo era perfeito quanto às próprias instalações, como Crivella tenta fazer a opinião pública acreditar..  

Mais recentes sobre política:

Mais recentes do site: