Mistério | Saiba por que Tabata não quer falar sobre os serviços pelos quais pagou R$ 23 mil a seu namorado!

Deputada Tabata Amaral (PDT-SP). Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.
Deputada Tabata Amaral (PDT-SP). Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.

Ao final da matéria, analista mostra duas razões básicas que podem estar motivando Tabata Amaral a não querer explicar por que pagou mais de R$ 23 mil ao próprio namorado. 

Categoria: POLÍTICA | A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) não diz por que pagou R$ 23.050,00 a seu namorado — o colombiano Daniel Alejandro Martínez — durante a campanha eleitoral de 2018. O cachê foi pago com dinheiro público. Segundo o TSEMartínez, prestou serviços de "análise estratégica" por 50 dias para a deputada. Que serviços foram esses ela não explica.

Questionada pela revista EXAME sobre quais serviços foram de fato prestados por Martínez, Tabata Amaral não quis esclarecer o assunto. A parlamentar já recebeu punição recente do PDT por ter traído os trabalhadores e votado a favor da reforma da Previdência. Após o anúncio, veja explicações de um analista sobre os R$ 23.050,00.

Publicidade

Analista explica

Segundo o sociólogo carioca Pedro Santana, o silêncio de Tabata pode ser devido a dois motivos básicos:

  1. Quer fugir do assunto, para não se expor e nem expor o próprio namorado, uma vez que se elegeu com a promessa de combater surradas práticas de velhos coronéis da política, que sempre usaram o dinheiro público para beneficiar, esposas, filhos, amantes, namorados etc.
  2. O dinheiro foi pago sem que o namorado tenha realizado serviços relativos à campanha eleitoral, como manda a lei. Neste caso, só Deus, Tabata e o namorado sabe que serviços foram feitos.

Mais recentes: