Desobrigar o poder público de construir escolas é mais um crime contra os pobres!

Educação | Medida visa transferir dinheiro público para os mercadores do ensino no País.

COMPARTILHE!

Foto: Marcos Corrêa/PR/Agência Brasil.
Foto: Marcos Corrêa/PR/Agência Brasil.

BLOG DO POVO | O governo Bolsonaro continua com sua politica criminosa contra os trabalhadores e as populações mais pobres do País. Após acabar a aposentadoria da maioria do povo, extinguir direitos trabalhistas e DPVAT, e querer taxar em 7,5% os desempregados, o capitão resolveu agora editar nova PEC para desobrigar o poder público de construir escolas em regiões com carência de vagas para alunos. A lógica de tudo isso é uma só: favorecer os grandes capitalistas que o ajudaram a se eleger. Continua, após o anúncio.

Desobrigar governos de construir escolas é crime

Essa PEC do fim da construção de escolas públicas é um crime. Mais crime ainda é o governo querer transferir para o setor privado os recursos que seriam usados para construir novos estabelecimentos escolares. O capitão e sua equipe econômica não escondem que o objetivo da tal medida é exatamente esse: dar dinheiro público para os mercadores do ensino.

Segundo matéria da Folha de S.Paulo (14): "A advogada tributarista Ana Cláudia Utumi, sócia do Utumi Advogados, afirma que o ensino é uma obrigação do poder público e que a retirada do trecho [da Constituição] pode passar a impressão de que o aluno que está sem vaga terá de buscar uma solução por conta própria." Continua, após o anúncio.

A especialista diz também: "Existindo essa obrigação constitucional hoje, os entes já são muito lentos para cumpri-la. Se não tiver essa obrigação, pode ser algo que acomoda ainda mais o poder público."

Bolsonaro veio para arrasar com os direitos da maioria da população. Caso não seja derrubado imediatamente, deixará um grande rastro de destruição no País.

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre Educação:

Mais recentes do site: