Previdência / Estados anunciam reforma para prejudicar funcionalismo público!

Imagens: aplicativo Canva
Imagens: aplicativo Canva

Economia | Meta é aumentar idade mínima e alíquota, e copiar também outras draconianas medidas já aprovadas em Brasília, como tempo mínimo de 40 anos para conquista de benefício integral.

COMPARTILHE!

BlOG DO POVO / Segundo matéria de hoje (3) do Estadão, governadores de 14 estados querem se antecipar à PEC Paralela que tramita em Brasília e criar propostas próprias de reforma da Previdência. Meta é aumentar idade mínima (65 anos para homens e 62 para mulheres) e elevar a alíquota mensal. Gestores querem copiar também outras draconianas medidas já aprovadas no Congresso para os federais, como tempo mínimo de 40 anos de contribuição para conquista de benefício integral. Professores — por se situarem na categoria maior — serão os mais prejudicados, principalmente as mulheres. Continua, após o anúncio.

Estados

Dentre os estados que já estão começando a engatilhar suas próprias reformas à imagem e semelhança do que já foi aprovado em Brasília, estão Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

São também citados na matéria do Estadão Roraima, Acre, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná e Piauí. 

Os governos dos cinco últimos disseram que vão esperar a aprovação da PEC paralela pelo Congresso para reformarem seus sistemas.

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre Economia:

Mais recentes do site: