Reforma / Governo propõe fim de concursos para milhares de vagas e corte de salários!

Foto: Agência Brasil.
Foto: Agência Brasil.

Economia | Meta de Bolsonaro é desmontar o setor público e fazer contratações precárias de terceirizados ou substituir pessoas por serviço digital. Um duro ataque nos concurseiros.

COMPARTILHE!

BlOG DO POVO / Segundo matéria de hoje (2) do Globo, o governo Bolsonaro apresentará na próxima terça-feira (5) projeto de Reforma Administrativa cujo centro é a redução em 50% dos cargos de nível intermediário e corte de salários através de equiparação com o setor privado. 

Postagem diz também que só nos próximos cinco anos 85 mil servidores de níveis auxiliar ou intermediário vão se aposentar.  Esse contingente, pelo que prevê a reforma, não será substituído via concursos. Quando houver necessidade, contratos serão feitos através de terceirizações. Mas o objetivo maior é extinguir essas vagas. Continua, após o anúncio.

Governo quer também ampliar a digitalização dos serviços em vez de contratar novos servidores. Medida vale para os futuros funcionários. Um duro ataque nos concurseiros.

Redução salarial

Além de reduzir drasticamente cargos de nível auxiliar e intermediário, o governo quer também diminuir salários através de equiparação com o setor privado. Sobre isto, a matéria do Globo diz que: "Trabalhadores com ensino médio completo ganham, em média, R$ 1.755 mensais no setor privado, segundo o diagnóstico [do governo]. É a formação equivalente a cargos que, no setor público, ganham entre R$ 6 mil e R$ 7.500." A meta da reforma é seguir o que paga o setor privado.

Na verdade, se aprovada, reforma acabará com caráter de servidor público no Brasil, a começar pelo governo federal, cujos servidores serão regidos pelas mesmas regras do setor privado. Concurseiros que acreditaram em Bolsonaro, onde estão vocês?

Quanto às privatizações, Costa pondera que elas servem apenas para concentrar ainda mais a renda nas mãos de poucos. E o economista — e o povo — não sabem que plano de redução do preço do gás é esse que o ministro fala. É tudo bafo de onça mesmo.

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas de interesse social!

Mais recentes sobre Economia:

Mais recentes do site: