Juízes recebem remunerações extras milionárias! Uma recebeu quase R$ 1.300 mil.

Imagem: aplicativo Canva
Imagem: aplicativo Canva

Justiça | Farra com dinheiro público se deu graças a uma manobra contábil do governador.

COMPARTILHE!

BLOG DO POVO | Crise? Não! Pelo menos para o alto escalão do Tribunal de Justiça de Pernambuco a farra com dinheiro público está a todo vapor. Segundo matéria da Folha de S.Paulo (13), "a quantia bruta paga em novembro pela corte a uma juíza é de R$ 1.298.550,56. Isto mesmo: quase um milhão e trezentos mil reais para uma única servidora pública. No geral, juízes e desembargadores receberam rendimentos líquidos no citado mês que chegam a R$ 853 mil. "Manobra contábil do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), assegurou o pagamento de remunerações extras no TJ." Detalhe: esposa do governador é juíza e também foi beneficiada. Continua, após o anúncio.

Leia também:

"Justificativa"

Diz a matéria da Folha:

"A justificativa é o pagamento de férias acumuladas. Com isso, de uma só vez, juízes e desembargadores receberam rendimentos líquidos em novembro que chegam a R$ 853 mil. Em um dos casos, a quantia bruta paga pela corte a uma juíza é de R$ 1.298.550,56.

Na lista de beneficiadas está a primeira-dama do estado, a juíza Ana Luiza Wanderley de Mesquita Saraiva Câmara. Lotada na 17ª Vara Cível da Capital, ela teve rendimentos totais em novembro de R$ 198.912,49, conforme dados públicos do tribunal. Com os descontos obrigatórios, recebeu R$ 160.273,45 líquidos.

Só a título de "vantagens eventuais", que engloba férias acumuladas, a mulher do governador ganhou R$ 154.048,65. O salário base dela é R$ 33.689,11."

No total, 428 sortudos foram contemplados.

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas de interesse social!

Mais recentes sobre Justiça

Mais recentes do site: