Enem / Ministro diz que não terá vocabulário LGBT! Como ele sabe disso? Sigilo afrouxou?

Ministro da Educação Abraham Weitraub. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil.
Ministro da Educação Abraham Weitraub. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil.

Educação | Por questão de sigilo, em anos anteriores apenas o INEP e parte da gráfica contratada tinha acesso às provas em ambientes restritos. Como Weintraub sabe de particularidade do Exame?

COMPARTILHE!

BLOG DO POVO | Segundo manchete do Globo (2), o ministro da Educação — Abraham Weintraub — foi taxativo ao responder a um internauta no Twitter sobre as provas do Enem. Diz trecho da postagem, onde ele aconselha os candidatos:

Weintraub também recomenda que os candidatos acordem cedo e fiquem atentos para não se atrasar para a prova. Questionado por um seguidor se a prova terá "vocabulário LGBT", o ministro foi taxativo: "Não."

Como o ministro sabe disso? Sigilo afrouxou? Pelo menos até 2018, "por procedimentos previamente definidos para garantir o sigilo do Exame, apenas o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e parte da equipe da Gráfica contratada pelo INEP tinha acesso à prova em ambientes restritos dentro do Inep e da gráfica." Isto mudou? O ministro agora faz parte dessa equipe menor do INEP? Como ele pôde garantir com tanta rapidez e segurança que não terá esse ou aquele vocabulário? Como ele tomou conhecimento de particularidade das provas? Muito estranho, principalmente se levarmos em consideração promessa de Weintraub mais abaixo. Continua, após o anúncio.

Veja a manchete do Globo:

Bolsonaro disse que ia ler a prova antes

Após o ENEM de 2018, Bolsonaro criticou uma questão do exame que abordou o pajubá, conjunto de expressões associadas aos gays e aos travestis. Segundo o G1, ele ameaçou: (Ver após o anúncio).

Podem ter certeza e ficar tranquilos. Não vai ter questão desta forma ano que vem, porque nós vamos tomar conhecimento da prova antes. Não vai ter isso daí.

Promessa

Em matéria de 3 de julho, O Globo diz, no entanto, que Weintraub garantiu que Bolsonaro 'não leu e não lerá' a prova do Enem 2019. 

Mesma postagem do Globo afirma ainda que: "Weintraub disse que também "pretende" não ler a prova, assim como farão, segundo ele, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, e o diretor que atualmente cuida do Enem na autarquia, Camilo Mussi."

Época PT

Segundo matéria do site Brasil 247 (24/01/2019), "após denúncias de vazamentos da prova, o Ministério da Educação, sob o comando do então ministro Aloizio Mercadante [PT], adotou medidas rígidas de segurança, em que nem mesmo o próprio ministro tinha acesso ao conteúdo das provas."

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas!

Mais recentes sobre Educação:

Mais recentes do site: