Não é verdade que TRF-4 inocentou Lula! Mas anulação de sentença de juíza pode beneficiá-lo!

Política / Juíza Gabriela Hardt ficou famosa após ser flagrada copiando sentença de Moro para prejudicar Lula. 

COMPARTILHE!

BLOG DO POVO / Uma decisão do TRF-4 que anulou uma sentença da juíza Gabriela Hardt provocou muita desinformação em alguns blogs alternativos e no do R7, da Record. A notícia dada ontem (13) era que a Justiça teria cancelado a condenação de Lula no caso do Sítio de Atibaia, o que não é verdade. A Ação é outra. No entanto, medida do TRF-4 pode também beneficiar o petista, conforme veremos após o anúncio.

A sentença anulada

O TRF-4 anulou uma sentença da juíza Gabriela Hardt sob o argumento de que ela copiou integralmente trechos de outro processo sem citar a fonte, o que não é correto. Sobre isso, o desembargador Leandro Paulsen escreveu que "reproduzir, como seus, argumentos de terceiro, copiando peça processual sem indicação da fonte, não é admissível".

A sentença de Lula

No caso do Sítio de Atibaia, em que Gabriela Hardt condenou Lula a quase 13 anos de prisão, o método "copia e cola" foi o mesmo, por isso o caso também deve ser anulado. Continua, após o anúncio.

Em fevereiro deste ano, os advogados Cristiano Zanin e Valeska Martins "solicitaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) que se anexasse uma perícia do Instituto Del Picchia, comprovando que Hardt também copiou trechos da sentença de Sérgio Moro no caso do triplex do Guarujá (SP), para usá-los no caso do sítio de Atibaia." 

Diante do novo fato dessa anulação de sentença da juíza, a defesa de Lula deve solicitar que o caso do Sitio de Atibaia também seja encarado da mesma forma. É aguardar.

COMPARTILHE!

Acompanhe nossas redes sociais e receba atualizações sobre este e outros temas de interesse social!

Mais recentes sobre Lula:

Mais recentes do site: