Pressão | Professores ficam fora da reforma, diz deputado! Veja...

Dep Marcelo Ramos (PR-AM), presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados.
Dep Marcelo Ramos (PR-AM), presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados.

Notícia traz um alento aos educadores

Categoria: Educação | Segundo o deputado Marcelo Ramos (PR-AM), presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência:

"Três pontos já estão "praticamente fora" da reforma: as mudanças na aposentadoria rural, a alteração no benefício assistencial para idosos (BPC) e as novas regras para professores. Em todos os casos, partidos fecharam questão contra as propostas do governo." Informação está em matéria de ontem (9) do Estadão. Continua, após o anúncio.

Diz mais o site do jornal:

"Eu vejo uma capacidade (do governo) de articulação para aprovar uma reforma com impacto fiscal importante, mas não vejo o governo com capacidade de reverter posições  já tomadas por partidos" [favoráveis aos professores], afirmou [Marcelo Ramosnesta quinta-feira, 9."

Pela proposta de reforma do governo Bolsonaro, uma professora terá no mínimo dez anos a mais de serviço e contribuição. Muitos novos sacrifícios também são impostos aos homens. 

Mobilização

Apesar das declarações dos deputados — em particular de Marcelo Ramos — os professores precisam se mobilizar para não perder a aposentadoria especial a que hoje têm direito. Muitos parlamentares costumam mudar de lado na hora das votações, sempre pressionados por promessas de cargos ou outros benefícios. Mas as informações do Estadão já são um bom alento. Divulgue para seus amigos!

Curta nossa página!

+ recentes sobre educação: